Burocracias irresponsáveis

Sexo, Drogas E Rock'n Roll

Queria a unção de Bukowski em certos momentos da vida. Jogar bem longe o deboísmo e xingar mesmo e com vontade. Um mundo totalmente burocratizado onde ninguém se responsabiliza por nada. Narro a difícil arte de pagar uma conta do qual o boleto não chega pelo correio, que todo trabalhador deve passar também. Casas Bahia é o nome da loja, o pagamento do seu cartão, deveria fazer parte dos trabalhos de Hércules.

A loja culpa o banco, o banco Bradesco, diz que não pode fazer nada que temos que procurar a loja. A loja não recebe pagamento com a linha digitável enviada pelo aplicativo da própria loja. A lotérica não aceita nem a linha digitável, nem o código de barras enviados pelo aplicativo da loja. Só o boleto. E o boleto que não chega no vencimento, a culpa é do correio. Ninguém quer saber. Ninguém recebe e quem paga o pato é o cliente.

Nessas horas vemos como nossa sociedade brasileira caminha sem volta para a burrice burocrata e irresponsável. Onde ninguém quer saber, cada um na sua e cada um por si.

(era pra ser um café da manhã da manhã com sexo, drogas e rock´n roll? Bom, do sexo só ficou o sermos fudidos sem parar por essa droga de sistema que ninguém tem a ousadia de mudar. Nem eu)

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016

Sobre o Escritor

Cass Aquino

Jornalista, ator e Palestrante de oficinas sobre comunicação e artes. Bacharel em Comunicação Social Formado em Jornalismo no ano de 2010 pela Universidade do Vale do Itajaí. Foi ator do grupo de teatro de pantomíma Gibbor por mais de 15 anos.

Escreve às sexta.

Comentários