Gabriela

Sexo, Drogas E Rock'n Roll
"Eu nasci assim, eu cresci assim e sou mesmo assim, vou ser sempre assim, Gabriela"

Eu conheci um autodenominado Bispo evangélico em Itajaí, que no auge de sua excitação ao público, cantarolava esse refrão, nos chamando a renovação. Quase que incorporando o falecido Raul Seixas num transe mediúnico, clamando pela metamorfose ambulante. Apesar de toda a gratidão, pois o mesmo muito ajudou a minha família num momento de necessidade de alimentos, não posso negar que após ver tudo que se passava nos bastidores daquela instituição, cresci no entendimento que deveria me afastar dali.

Claro que, acostumando com todas as barbaridades da Bíblia (decapitações, genocídios, incestos, genocídios de infantes, estupros, etc), principalmente do velho testamento, não renegaria minha fé por atitudes de homens. Fé que ainda julgo ter em estágio mais essencial e menos burocrático,e que me permite saber hoje diferenciar e aceitar erros e acertos. Um cristão/agnóstico se existir essa definição, inclusivista e ainda por cima com viés político de esquerda, o que é considerado um sacrilégio gospel nos dias em que vivemos de demonização política.

Sendo assim, posso absorver o conceito de atualização presente no discurso do rei citado acima, já em memória póstuma. Apesar dos conceitos distorcidos na religião, era um líder eficiente para seus discípulos e asseclas. Posso dizer que aprendi muitas coisas com os erros e acertos que ele vociferava de seu trono litúrgico. Muitos o tratavam como rei e como ser divino, como todas as religiões cultivam seus gurus e o veneram a sua maneira como porta vozes do além, aqueles que detém o poder da mensagem.

""Não é um livro, é uma arma! Uma arma apontada para os corações e mentes dos fracos e desesperados... E eles virão de todo o lugar, e vão fazer exatamente o que eu disser, contanto que eu diga que as palavras venham desse livro... Aconteceu antes e vai acontecer de novo." (Carnegie, no filme "O Livro de Eli", sobre como transformar coisas boas em armas.)

continua na próxima sexta


Sexta-feira, 06 de Outubro de 2017

Sobre o Escritor

Cass Aquino

Jornalista, ator e Palestrante de oficinas sobre comunicação e artes. Bacharel em Comunicação Social Formado em Jornalismo no ano de 2010 pela Universidade do Vale do Itajaí. Foi ator do grupo de teatro de pantomíma Gibbor por mais de 15 anos.

Escreve às sexta.

Comentários