Gerações

Sexo, Drogas E Rock'n Roll

O pai fumante esclarecido, porém viciado, fará de tudo para que o filho não fume. Por outro lado o filho poderá nunca aceitar essa proibição. E isso por um simples motivo: O que se pratica é a maior fonte de ensinamento e não o que falamos. A práxis sempre irá superar o discurso em termos pedagógicos.

Logo eu, um teórico inveterado e confuso defendendo isso parece um contrassenso. Mas nessa nossa analogia, eu sou esse fumante (lembrando que eu não faço uso de qualquer substância) que tenta manter o pulmão dos outros saudável. É chato ser esse fumante esclarecido, pois, muitas vezes somos confundidos e até chamados injustamente de hipócritas.

Incompreendidos quando buscamos cuidar, aconselhar, tipo amigo, tipo irmão mais velhos. E isso acontece principalmente com quem nos conhece bem, pois conhecem nossos defeitos e virtudes. E sempre as falhas se sobressaem e ofuscam as qualidades. Esse que amamos e tornamos próximos, a eles damos um poder imenso. Podem colocar o dedo diretamente em nossas feridas quando se sentirem acuados ou pressionados com nossa atitude protetora e com essa necessidade de cuidar do outro.

Quem encontrar a equação pra resolver esse conflito, por favor, compartilhe.

Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Sobre o Escritor

Cass Aquino

Jornalista, ator e Palestrante de oficinas sobre comunicação e artes. Bacharel em Comunicação Social Formado em Jornalismo no ano de 2010 pela Universidade do Vale do Itajaí. Foi ator do grupo de teatro de pantomíma Gibbor por mais de 15 anos.

Escreve às sexta.

Comentários