O problema do Brasil é o brasileiro 2

Crônicas de Segunda

Como brasileiro posso dizer uma coisa com muita certeza: a gente se perdeu no meio do caminho. Quando eu era criança, não era esse o Brasil que eu sonhava em crescer e conquistar. Da minha infância, lembro de muitas coisas que eu sonhava pra esse país. Dentre tantas, tenho um carinho especial pelas Olimpíadas, que nas minhas lembranças era um tempo mágico. Era que nem "Copa do Mundo" [de futebol]: eu saia na rua com a cara pintada com as cores do Brasil. Eu não desgrudava do sofá, da frente da TV e assistia há tudo o que o Brasil participava. Além do mais, era quando eu lembrava que o Brasil não é feito só de futebol, mas acima de tudo de um povo alegre, feliz, otimista, festivo, unido, forte, guerreiro e patriota acima de tudo. Lembro bem do orgulho que eu sentia de ter nascido brasileiro. Me sentia como um privilegiado, alguém escolhido por Deus pra nascer nesse país. E o Brasil nunca ficou bem no ranking olímpico, não era uma questão de vencer.

E chegou a nossa vez, pela primeira vez na América do Sul. Que demais! Uau! Um Olimpíada... aqui no Brasil? Uau! Pena que não está sendo tão bom assim como eu imaginava quando era criança. Sinceramente, me sinto envergonhado como brasileiro. A Olimpíada nem começou, estamos ainda só na passagem na tocha e a gente só vê notícia ruim e bizarra. Teve a onça, teve o senhor que tropeçou, teve o atleta paralímpico que tentou fazer uma manobra e caiu da cadeira de rodas, o policial de moto que atropelou o policial de bicicleta. Sim, eu sei. Mas esse era para ser um momento de emoção, de homenagem à atletas e aos grandes nomes das cidades em que a tocha passou [e ainda está passando]. É claro que dá uma vergonha! Honestamente, não pelo fato dos incidentes no percurso da tocha, mas uma vergonha de ser brasileiro mesmo. Pois afinal, o problema não é a tocha e nem a Olimpíada. O problema somos nós, brasileiros, que achamos que faremos um país melhor com comentários de Facebook. O problema somos nós que achamos que vamos mudar o Brasil batendo panela. Em 2013 pichamos o país com #NãoVaiTerCopa e até vaiamos nossa presidente na abertura da Copa das Confederações como protesto [?], mas um ano depois tinha gente-da-gente tentando burlar a venda de ingressos da Copa na internet para furar a fila. O problema não foi a Copa, nem será a Olimpíada. E as vaias, cabem muito bem pra nós mesmos. O problema não é a tocha e quem tenta [e vibra com quem tenta] apagar a tocha, só reforça que temos um problema crônico de achar que vamos mudar nosso país não estando dispostos a mudar nada em nós antes. Temos que entender de uma vez por todas que o problema do Brasil somos nós, todos brasileiros.

Segunda-feira, 25 de Julho de 2016

Sobre o Escritor

Tihh Gonçalves

oi será que vai chover seja bem vindo prazer não repara a bagunça te peguei no colo troquei sua fralda poxa que bacana como você cresceu indique pros seus amigos conte pra sua mãe vai com deus beijo.

Escritor de quinta (e dos outros dias da semana também).

Comentários