Repentinamente

Café Subversivo

O povo poeta, repente na mente,
De repente, cobre de cores os rostos
Sofridos da gente da seca, da fome, do sertão...

=Dom, cantando o Brasil

Quinta-feira, 21 de Julho de 2016

Sobre o Escritor

Dom Will

Poeta contemporâneo, viajante compulsivo compulsório, escritor de aeroporto, leitor de período integral.

Escreve depois que a patroa dorme.

Escreve às quintas.

Comentários