Tsunami

Crônicas de Segunda

Uma vez me perguntaram que, se eu soubesse que tivesse vindo um tsunami em direção da minha cidade, eu preferiria morrer antes de uma maneira súbita (que significa sem dor) ou morrer afogado pelo tsunami? Respondi na lata: eu prefiro não morrer.

A vida às vezes nos faz as perguntas erradas, mas isso não quer dizer que não podemos dá-la as respostas corretas. Quebrar os paradigmas é necessário. Ser um rebelde revolucionário nesses dias de hipocrisia e mesmice é indispensável. Já dizia Raul, aquela metamorfose ambulante, que não se importava em dizer hoje justamente o oposto do que antes tinha dito antes. Concordo! Se somos uma espécie em evolução, por que insistir naquela velha opinião formada sobre tudo?

Como uma clássica frase de Harvey Specter (da série SUITS): "Quando alguém apontar a arma na sua cabeça, a questão não é se render ou ser morto. Você ainda tem mais 146 formas de sair desta situação". Sempre há uma alternativa mais interessante. Quando a vida te faz perguntas, você não responde o que ela perguntou, você responde quem você é.

Uma ótima semana pra você!

Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017

Sobre o Escritor

Tihh Gonçalves

oi será que vai chover seja bem vindo prazer não repara a bagunça te peguei no colo troquei sua fralda poxa que bacana como você cresceu indique pros seus amigos conte pra sua mãe vai com deus beijo.

Escritor de quinta (e dos outros dias da semana também).

Comentários